O Natal chega...

Merry Christmas

Merry Christmas

quinta-feira, 27 de março de 2008

11 semanas contigo bebé

A mamã está muito feliz pois continuas a crescer e a barriga também.
Hoje foi dia de consulta e...
É indescritível o que senti hoje ….Ver e ouvir o meu bebé é algo que não dá mesmo para descrever.
Esta ecografia que fiz hoje já dá para entender uma série de coisas que até então nas outras ecografias que fiz não dava para ver.
Ouvir o coração do bebé a bater, ver ele a mexer e der repente olhar para o ecrã e ver que tinha as perninhas cruzadas é mesmo LINDO e muito difícil de descrever.
Fiquei muito emocionada e comovida!!!!!
Gostava de estivessem lá para ver o meu feijão tão crescido. Sim já tem 4,5 cm já não lhe posso chamar de feijão.
Hoje não consigo descrever o que sinto e o que me vai na alma.
Sou posso dizer que estou mesmo MUITO FELIZ

O meu feijão

terça-feira, 25 de março de 2008

O porquê deste blog

Olá minhas queridas, espero que esteja tudo bem connvosco.
Connosco está tudo. Hoje venho falar um pouco sobre mim e o porque de ter criado um blog.
Chamo-me Sofia, a minha vida não tem sido fácil.
Em Junho do ano passado, foi-me descoberto um nódulo no peito direito.
Em Julho fui operada e retiraram-me o nódulo, felizmente sem consequências maiores, não foi preciso tirar o peito. Nessa altura namorava e o meu namorado sempre me apoiou, mas desde essa altura que via que ele tinha mudado, mas não sabia o porquê daquela mudança.
Sempre fomos felizes juntos, tinhamos os mesmos objectivos, estavamos a pensar comprar um apartamento para irmos viver juntos e ele até andava mais alegre com a ideia.
Estamos a ver um bom apartamento, baratinho, pois a vida não está facil e para iniciar uma vida a dois, não necessitavamos de um apartamento muito grande.
Encontramos o apartamento ideal, estavamos a fazer planos, a imaginarmo-nos a viver os dois juntos, a nossa rotina, eu andava num sino.
Quem olhava para mim dizia que eu era a mulher mais feliz á face da terra, já andava a er alguma mobilia para a nossa casinha.
E assim foi, mudamo-nos para o apartamento em Janeiro, eramos felizes e achavamos que estavamos bem de vida e concretizados.
Eramos como os outros casais, mas algo de muito bom (no meu ponto de vista) aconteceu.
Em Fevereiro soube que estavamos grávidos, sim, algo que veio alterar os nosso planos, mas que me fez muito feliz.
Sim é verdade, esta gravidez veio alterar tudo, foi uma volta de 180 graus na nossa vida, mas por vezes uma volta de 180 graus é muito bom, pois faz-nos ver por outra perspectiva a nossa vida, não acham?
Pois bem, deixei passar uns dia, pois aquele positivo podia ser um falso positivo e não queria dar falsas esperanças ao meu namorado, mas nada me preparava para o que vinha ai.
Então no dia em que recebo as análises a confirmar a nossa gravidez, espero pela hora do almoço para lhe contar, e assim foi.
Era 12h e 20 min quando me viro para ele e lhe dou a noticia.
A cara dele não foi de felicidade, mas sim de espanto pela negativa, que se diga. Eu pensei para mim, ainda deve estar a rebobinar a cassete e a ver se era verdade.
Então ele vira-se para mim e diz, "não brinques com essas coisas Sofia", e eu fico parva e digo-lhe, "não estou a brincar J, estamos grávidos", ele ai vê que não estou a brincar.
Nos minutos seguites que me pareceram horas infinitas e agonizantes ele vira-se para mim e diz "faz um aborto, não quero um filho agora, só vem estragar a nossa vida", ao que eu me nego de ter ouvido tal coisa.
No meu intimo penso, "ele tá a brincar, ele quer este filho tanto como eu", mas vejo no seu olhar que ele não quer mesmo este filho.
Para mim o tempo parou nesse mesmo instante, não queria acreditar que ele disseram tais palavras, não podia ser, o pai do meu filho/a, não aceitava aquela criança que fora concebida com tanto amor, e abençoada por mim, pois veio adoçicar e alegrar a minha vida.
Sai do restaurante e deixei-o sozinho a almoçar. Fui para o trabalho, mas sem cabeça para nada, só vinha á mente aquela imagem e aquela frase, que me matavam por dentro, destroçavam o meu ser e pensavam o porquê de ele ser assim e de não aceitar uma coisa boa e que podia vir a melhorar a nossa vida. Porquê???
À noite ele veio para o apartamento e foi ter comigo á nossa cama e perguntou o porquê de eu estar assim, eu fiquei parva com a pergunta dele.
Ele disse que não era a melhor altura para ter um filho, pois a carreira era muito importante para ele e que não estava disposto a perder um futuro brilhante por causa de uma criança.
Eu não acreditava nas palavras dele, para ele a carreira era muito mais importante que uma familia, familia essa que ele não quer ver e em quer fazer parte.
Então eu disse-lhe, "eu vou ter esta criança, quer tu queiras, quer tu não queiras". Ele pos-se aos berros comigo, que estava a ser infantil e que só pensava em mim e não nos dois.
Acusou-me de engravidar de propósito para o prender a mim, eu não acreditava nas últimas palavras dele, não queria acreditar, não podia ser verdade.
Ai eu percebi que não tinhamos nada em comum e que não havia futuro para nós os dois como casal, se ele não queria este filho, também não me queria.
E assim foi, ele saiu do apartamento e foi para casa dos pais, e eu fiquei no apartamento nessa noite.
Com este stress todo durante a noite tive umas moinhas e umas perdas de sangue, chamei o INEM e fui para o hospital, ai avisaram os meus pais, foi quando os meus pais souberam da gravidez. Não ficaram muito felizes, mas depois de eu contar o sucedido, ai aceitaram e agora não param com os mimos para a mamã e o seu bebé.
O médico disse para estar de repouso durante uma semana para ver se esta gravidez ia a avante. Nessa mesma noite sou que que estava de 7 semanas e que era só um.
A minha mãe telefonou para o J e disse-lhe o que tinha acontecido, ao que ele pergunta logo, "abortou?", a minha mãe só lhe diz, "não, nem vai abortar", ai o J desliga-lhe o telemóvel na cara.
A minha mãe diz que nunca mais o quer ver perto de mim ou deles.
Por vezes telefona para uma colega minha a perguntar como estou e como está a correr a gravidez, ela no início dizia -lhe, mas agora quer manda-lo dar uma volta.
Já tentou telefonar para mim, mas como sei que é ele, não atendo.
Custa-me pois é o pai do meu bebé, mas para me ajudar este caminho tenho que me afastar dele, para começar a ser feliz e pensar mais em mim e no meu bebé.
Peço desculpa pelo enorme texto, mas tinha que contar a minha história para vocês perceberem o porquê deste blog.
Pois bem, espero que a páscoa tenha sido boa, nós comemos muitas amendoas :) e estamos a crescer a olhos vistos. Já engordei 1 kilo, já é muito, ai meu deus, por este caminho, vou ficar uma bola (eheh). Beijos para todas vós

domingo, 23 de março de 2008

O que serás?


Olá a todas, desejo vos uma feliz páscoa.
Pois é o que serás? Uma menina? Ou um menino? Eis a questão =D
Tou desejosa de saber, para poder começar a comprar o teu enxoval, meu amor.
Tenho andado um pouco mal disposta, mas é natural, pois a gravidez tem disto.
Já comprei alguns miminhos para o meu bebé, mas como ainda não sei o que será comprei algumas coisas em creme.
A cada dia que passa sinto me mais ligada ao meu bebé. Tou desejosa a que começe a senti-lo/a, de ver a minha barriga a crescer.
Tudo isto é uma nova experiência para mim. Não começei bem esta nova aventura, mas espero que os meus dias melhorem cada vez mais. Aqui vos deixo umas fotos das barrigas e dos miminhos que comprei.





8 semanas


10 semanas

Umas fralda
Uma manta
Aqui fica algumas fofos nossas e de alguns mimos
Um beijo muito fofo para todas vós

sexta-feira, 21 de março de 2008

Páscoa



A tradição de oferecer ovos vem da China. No dia 15 de Abril, ao abrir o seu ovo de Páscoa, lembre-se que a paciencia chinesa é responsável por essa tradição. Há vários séculos os orientais preocupavam-se em embrulhar os ovos naturais com cascas de cebola e cozinhavam-nos com beterraba. Ao retirá-los do fogo, ficavam com desenhos mosqueados na casca. Os ovos eram dados de presente na Festa da Primavera.
O costume chegou ao Egipto. Assim como os chineses, os egípcios distribuíam os ovos no início da nova estação. Depois da morte de Jesus Cristo, os cristãos consagraram esse hábito como lembrança da ressurreição e no século XVIII a Igreja adoptou-o oficialmente, como símbolo da Páscoa.
Desde então, trocam-se os ovos enfeitados no domingo após a Semana Santa. Há duas versões para explicar a substituição de ovos naturais pelos de chocolate. Uma delas conta que a Igreja proibia, durante a Quaresma, a alimentação que incluísse ovos, carne e derivados de leite. Mas essa versão é contraditória, pois, na Idade Média, era comum a bênção de ovos durante a missa antes de entregá-los aos fiéis. A hipótese mais provável é o início do desenvolvimento da indústria de chocolate, por volta de 1828.

Primavera

A Primavera é a estação do ano que se segue ao Inverno e precede o Verão. É tipicamente associada ao reflorescimento da flora e da fauna terrestres.
A Primavera do hemisfério norte é chamada de "Primavera boreal", e a do hemisfério sul é chamada de "Primavera austral". A "Primavera boreal" tem início, no Hemisfério Norte, a 20 de Março e termina a 21 de Junho. A "Primavera austral" tem início, no Hemisfério Sul, a 23 de Setembro e termina a 21 de Dezembro.
Do ponto de vista da Astronomia, a primavera do hemisfério sul inicia-se no equinócio de Setembro e termina no solstício de Dezembro, no caso do hemisfério norte inicia-se no equinócio de Março e termina no solstício de Junho.
Como se constata, no dia do equinócio o dia e a noite têm a mesma duração. A cada dia que passa, o dia aumenta e a noite vai encurtando um pouco, aumentando, assim, a insolação do hemisfério respectivo.
Estas divisões das estações por equinócios e solstícios poderão ser fonte de equívocos, mas deve-se levar em conta a influência dos oceanos na temperatura média das estações. Na Primavera do hemisfério sul, os oceanos meridionais ainda estão frios e vão aos poucos aquecendo, fazendo a Primavera ter temperaturas amenas ao longo da estação.

quinta-feira, 20 de março de 2008

Nomes para ti...

Alexandre(a): Significa defensor da humanidade e indica um espírito justiceiro, que não pode ver outra pessoa passandodificuldades sem procurar ajudar. Tem sucesso quando trabalha em atividades comunitárias. Do elénico "protetor e defensor do género humano".
Inês: Variação de Agnes, a casta, a pura, de origem grega. Naturalmente calma e ponderada, seus modos indicam até certatimidez. Quando gosta de uma pessoa, torna-se amiga fiel para toda a vida. Do grego "pura, casta".
Hugo: Do alemão "pensamento, espírito, razão".
Margarida: Latim, significa pérola. Em geral, a pessoa que tem este nome é especial, é fora do comum e apresenta com frequênciaqualidades pouco correntes: compreensão, doçura e preocupação com os demais. São fiéis no amor e não reprovam infidelidadesalheias.
Adoro o nome Hugo Alexandre, que acham? Deem a vossa opinião.
Beijos e até amanhã

Toxoplasmose

Bom dia bebé, mais um dia passou e a mamã acordou mal disposta. Não aguento o cheiro a café ou pão quente, acreditam? Era o que mais adorava logo pela manhã. Pois bem 10 semanas e 2 dias, a cada dia que passa vais crescendo ai dentro, e o amor que sinto por ti aumenta o dobro ou mais :)
Uma dúvida que me assombra é se serei imune á toxoplasmose, será que sou? Ou vou ter que eradicar da minha lista de coisas deliciosas? Ai meu bebé, que já estás a mudar a rotina da mamã, ainda não tás cá fora e já mandas (eheh).
Aqui vai um pequeno texto sobre a Toxoplasmose é os cuidados a ter se a pessoa não for imune a dita.
O que é a toxoplasmose? A toxoplasmose é uma infecção que pode pôr em perigo a saúde do seu bebé.
É causada por um parasita, o Toxoplasma gondii. Este parasita multiplica-se no intestino dos gatos, pelo que pode encontrar-se em fezes de gatos, e é preciso ter especial cuidado com a manipulação das “caixas” de dejectos destes animais. A mulher grávida pode ser contaminada durante este processo ou em contacto com a terra por onde circulem gatos, e existam fezes, que contém oocistos libertados pelo parasita. Os oocistos resultam do ciclo sexuado do parasita que ocorre apenas nos intestinos dos felinos (não acontece com os cães, por exemplo).A mulher grávida deve estar atenta porque também pode ser contaminada pela ingestão de alimentos mal cozinhados como a carne mal passada de animais que contenham este parasita. Além disso, as pessoas que trabalham em jardinagem ou mexem habitualmente em carne crua correm também riscos de contrair toxoplasmose.
O que acontece se eu apanhar toxoplasmose? Os adultos habitualmente saudáveis não apresentam sintomatologia quando são infectados.Os sintomas são raros, podendo assemelhar-se a gripe vulgar. No entanto se for infectada durante a gravidez, pode passar a infecção ao seu bebé. O bebé pode não desenvolver nenhuma doença, ou ficar seriamente doente afectando sobretudo o cérebro e os olhos.Se foi infectada antes da gravidez, 6 a 9 meses antes, com o Toxoplasma gondii, vai tornar-se imune. A infecção não se tornará a reactivar durante a gravidez e por isso raramente existe risco para o bebé.
Como sei se tenho toxoplasmose? Podemos realizar uma análise ao seu sangue para ver se teve contacto recente ou passado com o parasita, através da determinação dos anticorpos anti IgG e a IgM para o Toxoplasma gondii. Esta análise deve ser efectuada o mais cedo possível para evitar erros de interpretação, porque o período mais perigoso para apanhar toxoplasmose é durante o 1º trimestre de gravidez. De preferência deve ser efectuada antes da gravidez ou o mais cedo possível.Se não fizer a análise e não souber se está imunizada ou não, deve tomar todas as precauções para evitar a infecção, protegendo o seu bebé.
Como posso evitar a toxoplasmose? Não deixar o seu gato sair para evitar a sua contaminação durante a gravidez e se possível ter alguém que ajude no tratamento dos dejectos do seu gato. Se tiver mesmo de o fazer, deve usar sempre luvas e evitar a aspiração durante o tratamento da caixa de dejectos, que deve ser mudada diariamente e passada por água a ferver. Os oocistos demorarão 1 dia a tornarem-se infecciosos.
Cuidados a ter:
  1. Lavar sempre bem as mãos depois de tratar dos dejectos do gato.
  2. Usar sempre luvas na jardinagem, e lavar muito bem as mãos depois.
  3. Evitar moscas que podem disseminar a infecção tocando nos alimentos após contacto com terra contaminada.
  4. Cozinhar muito bem a carne pelo menos 15 a 20 m antes de a consumir.
  5. Evitar comer carne mal passada, ovos crus, vegetais mal lavados e frutas não descascadas.
  6. Não beber leite não pasteurizado.
  7. Ter sempre o cuidado de lavar as mãos antes de comer e após manuseamento de material suspeito.
E se eu apanhei toxoplasmose? No caso da análise sugerir a infecção recente, (nunca podemos garantir a datação da infecção mas se após 3 semanas o nível do anticorpo anti-toxoplasma IgG duplicar isto é muito provável), temos de despistar a infecção no bebé. Para isso, actualmente fazemos a pesquisa do Toxoplasma gondii no líquido amniótico, pelo que terá de fazer uma amniocentese, nunca antes de 4 semanas após a suspeita do contacto da mãe e nunca antes das 18 semanas de gravidez. Existem sinais ecográficos que nos indicam também a suspeita de infecção no feto. O bebé deve ser seguido até ao primeiro ano de vida pois em cerca de 1/3 das situações não conseguimos fazer o diagnóstico antes de nascer. Existe tratamento para a mãe e para o bebé, que evita formas mais graves ou mesmo o aparecimento da doença dependendo da precocidade do diagnóstico.

quarta-feira, 19 de março de 2008

10 semanas só nossas

No início desta semana o bebê mede cerca de 22 mm. Ele começa a se movimentar dentro do útero, embora a mãe não perceba.
Os olhos estão bem desenvolvidos, porém ainda situados de cada lado da cabeça do embrião. Como o crescimento da cabeça continua, eles irão migrar para a porção frontal da face.
As orelhas estão implantadas em posição baixa na cabeça, contudo se moverão para cima à medida que ela crescer. Nos próximos 3 dias a língua termina sua formação.
O fígado causa uma proeminência ventral no abdome.
Em embriões femininos o clitóris está começando a se formar.
O pénis se desenvolverá a partir dos mesmos tecidos, apesar de ainda ser difícil de reconhecer os genitais externos.
A maioria das articulações já se formou - cotovelos, quadris, joelhos, ombros, tornozelos, bem como as pequenas juntas dos pés, mãos e dedos.
Os membros superior e inferior estão bem desenvolvidos. Os dedos das mãos se tornam mais longos e os dos pés se separam e tornam-se distintos.
Uma fina membrana de células achatadas, a precursora da pele, substitui o fino ectoderma do embrião. No final desta semana, o embrião mede cerca 26-30 mm e pesa cerca de 2,0 g.
Nesse último estágio de desenvolvimento embrionário, todas as estruturas externas e internas essenciais estão presentes.
Os principais sistemas estão integrados e formados. Ao término dessa fase o embrião aumentou o peso cerca de 50 vezes.

Semana a semana

Primeira fase: da fecundação à formação das três camadas

O desenvolvimento embrionário tem início com a fecundação onde há formação de um zigoto. O zigoto inicia rapidamente a constante divisão, diferenciação e migração celular, que irão formar todos os tecidos do organismo.
Com 2-6 dias de idade, o blastocisto implanta-se na parede do útero.
Na segunda semana, depois da nidação, liberta hormonas para que a cavidade uterina se vá especializando com o objectivo de proteger, nutrir, e fornecer as hormonas necessárias ao seu crescimento.
Vão começar a formar-se as estruturas percursoras das membranas fetais e da placenta - ao fim da segunda semana inicia-se uma circulação útero-placentária primitiva.

Segunda fase: da 3ª à 8ª semana – Período Embrionário

Neste período, há formação das três camadas principais: ectoderme, mesoderme e endoderme, dá origem aos seus próprios tecidos e sistemas de órgãos.
O sistema vascular e o coração, permitem que o seu sangue, que não se mistura com o da mãe, flua e nutra os tecidos em rápido crescimento. As fundações do sistema nervoso estão estabelecidas.
O cérebro já está a formar-se, e formadas a vesículas encefálicas, toma proporções do adulto. Os olhos começaram a desenvolver-se.

Surgem e evoluem os pulmões, intestino e estômago, a glândula pituitária, dentes e gengivas, pele e pêlos. Formam-se os membros, o esqueleto e outros tecidos estruturais: o embrião mexe-se e reage a estímulos.
A boca, orelhas e nariz desenvolvem-se e podem fazer lembrar traços de família. Epitélio sensorial surge e torna, entre outros, os lábios sensíveis ao toque. À oitava semana estão formados os órgãos, estabelecidas as principais características da forma do corpo.

Terceira fase: da 9ª semana ao nascimento-Período Fetal

Este período, em que já estão formados os principais sistemas de órgãos, caracteriza-se pelo rápido crescimento do corpo e pela maturação destes sistemas.
É notável o aumento do comprimento durante o terceiro, quarto e quinto meses, (5 cm por mês) enquanto o ganho de peso é mais importante durante os 2 últimos meses de gestação (700g por mês).
Outra alteração notável é a desaceleração relativa do crescimento da cabeça.
Às 21 semanas a mãe reconhece claramente os movimentos do feto. Às 28 semanas já está apto para viver, embora com grande dificuldade.
Com 38 semanas o feto está preparado para o nascimento, após o qual, dependente dos cuidados de um adulto, concluirá o seu crescimento e maturação em alguns sistemas.

A gravidez é todo o período no qual a mulher porta um feto no corpo, desde a concepção até ao parto


Concepção


A concepção (fertilização) é o início da gravidez, quando um óvulo é fertilizado por um espermatozóide. Como parte do ciclo menstrual normal, um óvulo é liberado de um dos ovários aproximadamente 14 dias antes da menstruação seguinte. A liberação do óvulo é denominada ovulação. O óvulo é liberado e conduzido até a extremidade em forma de funil de uma das tubas uterinas, onde a fertilização pode ocorrer, e é transportado até o útero. Quando a fertilização não ocorre, o óvulo degenera e é eliminado do útero juntamente com a menstruação seguinte.

Contudo, quando ele é penetrado por um espermatozóide, o óvulo é fertilizado e começa a crescer, tranformando-se em um embrião após uma série de divisões celulares. Quando mais de um óvulo é liberado e fertilizado, ocorre uma gestação múltipla, normalmente gemelar.
Neste caso, os gêmeos são fraternos. Os gêmeos idênticos são o resultado da separação de um óvulo já fecundado em duas células independentes na primeira vez em que ele se divide. Na ovulação, a camada de muco do colo do útero (a parte inferior do útero que se abre para o interior da vagina) torna-se mais líquida, permitindo que os espermatozóides penetrem no útero mais rapidamente.

Os espermatozóides podem movimentar-se desde a vagina até a extremidade em forma de funil de uma tuba uterina (local onde geralmente ocorre a concepção) em 5 minutos. As células que revestem a tuba uterina facilitam a fertilização e o posterior desenvolvimento do zigoto. O zigoto divide-se repetidas vezes enquanto desloca-se através da tuba uterina e chega ao útero em 3 a 5 dias. No útero, ele transforma-se em blastocisto (uma bola oca de células).




O caminho percorrido pelo espermatozóide até ao óvulo e a sua fertilização.
Início de uma vida

terça-feira, 18 de março de 2008

Apresentação

O primeiro dia das nossas vidas não foi hoje, nem tão pouco ontem, como alguns puderam ver na minha janelinha.
O primeiro dia das nossas vidas foi já há 10 semanas e ainda temos muito por descobrir.O primeiro dia das nossas vidas que agora dá origem a este blogue foi dia 12 de Janeiro.
Foi nesse dia que a mamã soube que vinhas a caminho.
Algo que a mamã não estava á espera, mas que quando soube, ficou muito contente, pois vieste alegrar a vida da mamã.
Este caminho vai ser precorrido por nós as duas, um caminho bonito, alegre, mas também com alguns contratempor pelo meio.
A história da mamã fica para outro dia, pois hoje e apartir de hoje em diante a tua história é o que interessa neste cantinho. Beijos a todas.