O Natal chega...

Merry Christmas

Merry Christmas

quinta-feira, 29 de maio de 2008

Actualização da barriga e fotos do meu piolho




Aqui fica a foto mais actual da barriga da mamã e do seu piolho, esperamos que gostem. Beijocas para todas vós e para os vossos bebés

terça-feira, 27 de maio de 2008

Uma pequena dúvida...


Na vossa opinião, va le a pena comprar uma alcofa?
Se sim, qual? Das duras/rígidas ou das moles feitas com esponjas?
Daquelas que se compram no continente/zippy ou as que vem com o próprio carrinho?
Ou então um pequeno berço?
É uma das muitas dúvidas que tenho e vou ter e espero que me possam ajudar. Beijocas

segunda-feira, 26 de maio de 2008

O amor da minha vida é: Hugo!!!

Pois é amigas, a mamã J e o seu bebé acertaram é um menino!!!
Vi tudo em pormenor e está tudo no sítio. :D
O Sr. doutor vira se para a mamã e pergunta se eu queira saber qual o teu sexo e eu fiquei a pesar, quero, não quero... até que decidi que queria saber e então o Sr. doutor vira se e diz, felicidades vai ter um rapagote.
Ai a mamã começa a chorar, pois cá detro semore teve algo que lhe disse que tinha um anjo da guarda, sim o meu filho é o meu anjo da guarda pois é ele que cuida de mim, é ele que me dá forças todas as manhãs.
Amo te filhote.
Beijocas fofas para todas vós

20 semana de gestação

O bebé



Estamos na metade do caminho da gestação e o bebé dorme e acorda como um recém-nascido. Os cabelos do couro cabeludo começam a se formar. A presença dos pelos temporários, denominados de "lanugo", aparecem na cabeça. O lanugo cai na segunda semana após o nascimento, permitindo o crescimento dos finos pelos do couro cabeludo. As sobrancelhas começam a se formar. O vérnix (que consiste de pele morta, células do lanugo e óleo das glândulas sebáceas) está agora completamente formado e visível, cobrindo a pele.


Múltiplos: Seus gêmeos medem cerca de 22 cm de comprimento e pesam cerca de 350 gramas, com se fossem únicos.



A mãe



O útero está no nível da cicatriz umbilical. Você pode estar com a região do umbigo muito sensível porque o útero a está pressionando. Forma-se uma linha escura ("linha nigra") entre os pelos pubianos e a cicatriz umbilical; ela vai desaparecer após o parto. Se você quiser modificá-la e só passar um pouco de "Liquid Paper" (engraçadinha essa né ?). Os movimentos do bebé são mais perceptíveis e mais fortes agora. Se você quer fazer um exame de ultra-som para verificar a idade gestacional e se há malformações no bebé, esse é o momento certo.


Múltiplos: Seu útero está 7 a 8 cm acima do umbigo e muito mais alto que se estivesse esperando só um bebé. É um bom momento para iniciar o curso para gestante e parto.

Contracções e meio caminho percorrido

Olá amigas, espero que o fim de semana tenha sido bom.
O nosso foi bom, pois estivemos no quentinho, mas podiamos estar melhores, pois é.
A mamã esteve com contrações e o médico receitou descanso.
A mamã já sabe o que sou. Ela não queria saber, pois queria que fosse surpresa, mas não resistiu e então...
Querem saber?? Querem???
Pois bem sou...ra... ham, ainda não vos vou dizer, fiquem nas espectativa. :P
Mas já agora que é que vocês acham que sou??
Digam a mamã e depois vocês ficam a saber.
Meio caminho já está percorrido e outro meio vem ai, pois é.
A mamã já perdeu os enjoos, o espaço aqui está a ficar apertado, por isso por vezes reclamo com a mamã e dou-lhe uns pontapés e uns murros ehehe, e então o espaço vai ficado mais alargado.
A mamã já comprou mais coisas para mim, e já recebeu mais prendas.
Pois bem vou dormir um pouco e deixar a mamã descansar.
Fiquem bem e beijocas fofas para todas vós


terça-feira, 20 de maio de 2008

E ás 19 semanas estamos...

No 107º lugar!!!


E só faltam 147 dias para te ter comigo bebé, nos meus braços.
Fazes crescer um amor enorme dentro da mamã por ti cada dia que passa.
Já não sei o que sou sem ti bebé, fazes parte da minha vida, do meu dia a dia, já não passo sem falar contigo sobre tudo, canto, pergunto te se gostavas de alguma coisa, ai dentro deves responder, mas a mamã ainda não te consegue ouvir, vais ter que começar a responder com pontapés e murros.
Um beijo a todas vós e aos vossos bebés.

19ª semana

O bebé
Esse é um período de intenso crescimento. Mede cerca de 20 cm dos pés à cabeça e pesa cerca de 300-320 gramas. Juntamente com o lanugo, forma-se o "vérnix caseoso" na pele de seu bebé. O vérnix é uma substância parecida com "requeijão cremoso" que protege a pele do feto - imagine como iria ficar a sua pele se você passasse nove meses dentro d'água!
O feto tem períodos de sono e alerta intermitentes.
Dorme mais ou menos por uma hora e acorda mais ou menos por uma hora.
Ele também pode ter uma posição favorita para dormir. Os ovários do feto feminino já contêm os oócitos primários, ou seja, todos os óvulos que a mulher terá durante toda a sua vida. O útero do feto feminino está também completamente formado.
Um tipo de gordura marrom (coloração dada pelo crescimento capilar) cobre o pescoço, tórax e virilhas. A placenta continua a crescer e a nutrir o bebé. Ela está completamente formada e cresce em diâmetro, embora não aumente em espessura.

A mamã

Você pode estar notando várias alterações na sua pele. Elas são hormónio-dependentes e vão desaparecer após o parto. Você pode desenvolver a "máscara da gravidez" ou "cloasma" - manchas escuras em seu rosto, testa, nariz e queixo.
Uma coceirinha na pele também é comum.
Sua pele pode ressecar e descamar em algumas regiões e muitas grávidas apresentam estrias, especialmente, nas regiões de maior distensão da pele.
Não há como prevenir completamente as estrias, porém o uso de loções hidratantes pode ajudar a evitar o ressecamento e a coceira.
Beber bastante líquido e fazer alimentação saudável é muito importante para reduzir o ressecamento e a formação de estrias.

segunda-feira, 19 de maio de 2008

Conselhos para dormir melhor durante a gravidez

Durante o tempo de gestação, as grávidas costumam ter dificuldades em adormecer. Por isso aqui ficam alguns conselhos que a poderão ajudar a contrariar essa tendência, permitindo-lhe, ao mesmo tempo, descansar e desenvolver uma gravidez saudável.
Bebidas
Corte na cafeína.
Beba leite morno ao deitar.
Beba menos água a partir do final da tarde.

Comidas
Faça um pequeno lanche antes de se deitar.
Evite refeições e comidas picantes antes de se deitar.

Técnicas de Relaxamento
Fazer ioga ou alongamentos são boas técnicas que a grávida pode utilizar para descontrair.
As massagens também são uma boa opção, pode pedir ao seu companheiro que lhe faça uma pequena massagem nos pés ou no pescoço antes de se deitar e verá que também isto pode resultar.

Respire fundo. Deite-se de costas com as pernas afastadas a toda a extensão dos ombros ou, se achar esta posição desconfortável, durma de lado com uma almofada entre as pernas.
Feche a boca, inspire profunda e lentamente pelo nariz de forma a sentir os pulmões cheios. Retenha o ar, conte até quatro e expire, de novo, pelo nariz. Repita várias vezes.
Pratique exercício físico durante a gravidez. Porém não deve praticar exercício físico perto da hora de se deitar, mas sim, pelo menos, até três a quatro horas antes.

Outros Conselhos
Durma sobre o lado esquerdo. Esta posição não só incrementa o fluxo do sangue e dos nutrientes para o útero e para o bebé como é favorável ao trabalho dos rins.
Para um maior conforto, a grávida pode colocar uma almofada entre as pernas, na zona dos joelhos, o que ajuda a suportar a parte inferior das costas.
Tire uma soneca.

Aromaterapia.
Se, ainda assim, não conseguir adormecer, não fique às voltas na cama, nem a olhar para o tecto. Levante-se e mude de divisão.
Leia ou ouça música, pode ser que o sono venha.
Se as dificuldades em adormecer permanecerem, o melhor é consultar o médico.

sexta-feira, 16 de maio de 2008

Mais prendinhas

Olá amigas, espero que a vossa semana tenha corrido bem. A nossa correu. :)
Deixo vos aqui as fotos das recentes prendinhas que recebemos.


Um conjunto da prima Rita

Um babygrow dado pela tia Joana

Este babygrow da chicco dado pelo papá

Uns livrinhos que a mamã comprou para ler
Beijos da bebecas e do bebé.

O nascimento de uma MÃE!!

O nascimento de uma mãe não acontece num único momento crucial e definido - vai emergindo pouco a pouco, a partir de um trabalho desenvolvido ao longo dos meses que antecedem e se seguem ao nascimento de um bebé.

No percurso até se tornar mãe, a mulher desenvolve uma organização psíquica própria fundamentalmente diferente da que possuía anteriormente, entrando num mundo de experiências apenas conhecido por quem já experimentou a maternidade.

Durante a gravidez, a mulher passa por diferentes acontecimentos biológicos e vivências psicológicas próprias deste período existindo tendência a centrar-se sobre si mesma e sobre o seu próprio corpo.

As vivências são sentidas pela mulher em diferentes momentos da sua gravidez, dividindo-se, deste modo, a gestação e todas as emoções / sentimentos psicológicos a ela associados, em três trimestres distintos, que repartem os nove meses de gestação.
No primeiro trimestre é habitual que se dê a Incorporação da gravidez, que engloba essencialmente sentimentos de ambivalência afectiva, entre o desejo e/ou receio da gravidez e preocupação com as transformações do corpo.

Do ponto de vista físico este período poderá ser caracterizado por vómitos e naúseas. A vivência social “obriga” a que mulher esteja feliz e satisfeita com a vinda de um filho, por isso, a grávida pode sentir que não existe um espaço concreto para as suas dúvidas e receios muito característicos desta fase de gestação.


No segundo trimestre de gravidez começa a emergir a Diferenciação. Na vivência psicológica da mulher, esta já incorporou que está grávida e aceita este facto. Começa a percepcionar os movimentos do feto e a aceitar que este apresenta características próprias.

A grávida começa a imaginar, sonhar e fantasiar o seu bebé. Neste movimento, a mulher começa a ter percepção que o bebé é alguém que está dentro de si, mas que é diferente de si.
A Separação emerge no terceiro trimestre de gravidez.
Com a proximidade do parto, a mulher já aceitou que está grávida, mas terá de aceitar que irá separar-se deste bebé. A perda do estatuto de grávida para algumas mulheres pode não ser fácil, pelo que a separação corre o risco de não ser aceite de uma forma natural.

Com a proximidade do parto, a mulher começa a aperceber-se que o bebé deixará de ser totalmente dependente, no entanto emergem igualmente fantasias, ansiedades e expectativas sobre o parto e o primeiro contacto face a face com o seu bebé.
Nesta fase, na futura mãe, poderá também surgir um sentimento de insegurança e incapacidade em saber lidar com o bebé.

À medida que uma mulher se prepara para ser mãe, vai passando por uma experiência sem igual. O bebé determinará, durante um certo período de tempo os seus pensamentos, os seus medos, esperanças e fantasias.
Um filho faz com que a mulher repense a sua vida, reconsiderando alguns dos seus valores!!! Desta forma, uma mãe terá de se formar psicologicamente da mesma forma que o seu filho se forma fisicamente.

Por outro lado, enquanto a mãe está a desenvolver uma nova identidade, o homem também constrói a sua “organização psíquica da paternidade”. O papel do pai é muitas vezes definido como o de apoio à mulher, uma função extraordinariamente importante, MAS não a ÚNICA... A parentalidade é cada vez mais tida em conta em detrimento da maternidade, o que vem fortalecer cada vez mais o papel do homem enquanto pai e “peça” fundamental no bom desenvolvimento dos laços familiares!!!

É por isso natural que tantas e tão profundas transformações, impliquem um momento de crise na vida de um casal, que tem de reorganizar-se face à chegada de mais um membro no seu seio. Na realidade, dá-se uma ruptura com o passado em que tudo o que está para trás no tempo não pode continuar igual e tudo o que vem no futuro é novo!!!

Tornar-se pai ou mãe pela primeira, segunda ou quinta vez, exige uma reorientação total do significado da vida. Os casais assumem tarefas familiares específicas e os filhos tornam-se o centro da atenção dos pais!

O nascimento de um filho leva a que se dê uma reinvenção da relação parental e que se assista igualmente ao nascimento de um pai e de uma mãe!

quarta-feira, 14 de maio de 2008

Como e porquê amamentar?


O ideal é que o bebé seja alimentado exclusivamente ao seio nos seis primeiros meses (evitando inclusive a água e certos chás). Mas a amamentação traz também grandes benefícios para os bebés depois dos seis meses! Segundo a Organização Mundial de Saúde os bebés deveriam ser amamentados, com complemento, no mínimo até ao 2º ano de vida.
Os benefícios da amamentação continuam mesmo para crianças maiores. Mas, a amamentação, não traz benefícios apenas para o bebé. É muito importante também para a mulher, a família e até para o meio ambiente!

Vamos saber porquê: Vantagens para o bebé

De uma forma geral, as crianças que mamam ao peito são mais inteligentes. Um estudo feito na Nova Zelândia, durante 18 anos, com mais de 1.000 crianças provou que aquelas que foram amamentadas eram mais inteligentes e tinham maior sucesso na escola e universidade. (Horwood and Fergusson, "Breastfeeding and Later Cognitive and Academic Outcomes", Jan 1998 Pediatrics Vol. 101, No. 1).

Todos os bebés precisam dum contacto íntimo com a mãe. Inúmeras pesquisas mostram que bebés que não tiveram contacto físico tem maior risco de adoecer e até de morrer. Na amamentação, o contacto físico é maior e proporciona à mãe e ao bebé um momento de grande aproximação diária. Essa ligação emocional muito forte e precoce pode facilitar o desenvolvimento da criança e o seu relacionamento com outras pessoas.
O desenvolvimento psicomotor e social dos bebés amamentados é claramente melhor e resulta, na idade de um ano, em vantagens significativas.

Leite materno contém endorfina, substância química que ajuda a evitar um pouco mais a dor. É uma boa ideia amamentar o bebé logo de início; ajuda a superar dores (como as resultantes de efeitos secundários de certas vacinas) e o próprio leite materno também reforça a eficácia da vacina. O leite materno, contém todos os nutrientes de que a criança precisa nos primeiros seis meses de vida.
Tem água em quantidade suficiente, mesmo em clima quente e seco o bebé que apenas mama no seio não precisa de água. Contém proteínas e gorduras mais adequadas para a criança e na quantidade certa;
Também tem mais lactose (açúcar do leite) do que os outros leites; Vitaminas em quantidades suficientes. Não há necessidade de grandes suplementos vitamínicos (excepto a vitamina A, C e D); Tem ferro em quantidade suficiente.
Não há grande quantidade de ferro, mas ele é bem absorvido no intestino da criança; Quantidades adequadas de sais, cálcio e fósforo; Uma enzima especial (lipase) que digere as gorduras, e por isso o leite não é "pesado" como outros.
O leite materno é facilmente digerido e absorvido. A criança em aleitação materna exclusiva pode desejar uma nova mamada em intervalo menor do que aquela que está a ser amamentada por leite de lata ( maternizado).


Crianças que se alimentam ao leite de lata têm maior risco de obesidade na vida adulta.
Crianças em aleitação materna exclusiva, têm menos quadros infecciosos porque o leite materno é estéril, isento de bactérias e contém factores anti-infecciosos que incluem: Células brancas vivas (leucócitos) que matam as bactérias (micróbios);
Anticorpos (imunoglobulinas contra muitas das infecções mais comuns.
Isto ajuda a proteger a criança até que ela comece a produzir os seus próprios anticorpos. Se a mãe tiver uma infecção, os anticorpos logo aparecem no seu leite;

Uma substância chamada factor bífido que facilita o crescimento de uma bactéria especial (Lactobacíllus bifidus), no intestino da criança.
Essa bactéria impede que outras cresçam e causem diarreias e certas enterites; Lactoferrina que se associa ao ferro, impede o crescimento de bactérias patogénicas (ou seja, bactérias que provocam doença) que necessitam deste nutriente.
O leite de vaca, também contém factores imunológicos de óptima qualidade, mas para o bezerro. Esses factores só funcionam para a própria espécie, ou seja, não é tão eficaz de um animal para outro de espécie diferente.
Contudo, alguns desses factores até poderiam funcionar, mas eles são destruídos pela armazenagem e pela fervura do leite.
Nos bebés, o acto de sugar o seio é importante para o desenvolvimento das mandíbulas.

Bebés que mamam têm de usar 60 vezes mais energia para conseguir o alimento que aqueles que mamam pelo biberão. Como as mandíbulas são músculos esses são excelentes exercícios que proporcionam o crescimento saudável de mandíbulas bem formadas.
Entre as crianças, quanto maior o período de amamentação, menor o risco de má-oclusão. Por outro lado, o biberão com açúcar, especialmente oferecido à noite, é causador de cáries precoces. Dificuldades de fala e com a língua são frequentes em bebés alimentados com biberão porque eles tentam fazer com que o leite flua de um bico artificial.
Pode levar a problemas de fala, assim como a respirar pela boca e morder os lábios, entre outros. Crianças alimentadas com biberão têm maior risco de desenvolver alergias.
Essa questão é particularmente importante no caso de famílias com histórico de asma e outras doenças alérgicas.

Vantagens para a mãe

A mãe que amamenta sente-se mais segura e menos ansiosa.
Não existe nada melhor que olhar um bebé de cinco meses de idade e saber que toda a nutrição que ele precisa vem de da própria mãe!
Proporciona mais rapidez na diminuição do volume do útero e evita a hemorragia no pós-parto.
A amamentação estimula a produção de oxitocina, que estimula as contracções que vão diminuir o tamanho do útero e expulsar a placenta.
Essas contracções também agem nos vasos sanguíneos da mulher diminuindo as hemorragias.
A mulher que amamenta tem menos risco de contrair cancro de mama;
A amamentação exclusiva protege contra a anemia (deficiência de ferro). Já que as mulheres amamentando exclusivamente, demoram mais tempo para serem menstruadas, as suas "reservas" de ferro não são diminuídas com o periodo menstrual.
Pode ajudar a intervalar o intervalo das gestações, mas atenção, isso só acontece em certas condições especiais. Amamentar ajuda a mulher a voltar ao peso normal bem mais rapidamente; Amamentar é muito prático!

Após o período inicial, de adaptação, fica muito mais tranquilo.
Observe mulheres que amamentam bebés maiores.
Tudo que a senhora necessita é levantar a blusa e dar o peito para o bebé.
Não necessita sair para comprar leites e biberões, não precisa ferver o equipamento, aquecer o leite, mexer, etc.
Se a senhora dormir com o bebé na mesma cama, não precisa de se levantar para preparar o leite, basta tirar o peito e colocar perto da criança; ela faz o resto.
O leite materno está sempre na temperatura ideal, não necessita em se preocupar se está frio ou vai queimar a boca do bebé!
Além de que nunca azeda ou se deteriora na mama.

Ansiedade e Depressão na gravidez - Riscos

A gravidez é, normalmente, vista como uma altura de alegria e celebração.
Mas esta realidade não abrange todas as mulheres: uma em cada dez grávidas apresenta sintomas ou sofre mesmo de depressão.
Durante anos, os especialistas acreditavam que as hormonas produzidas durante a gravidez serviam de protecção contra a depressão, e que só depois do parto, depois da queda dos níveis dessas hormonas, é que as mulheres ficavam mais vulneráveis.
Estes especialistas acreditam agora que é o aumento rápido de hormonas no ínicio da gravidez, que pode provocar e revelar depressões, devido à sua interferência na química e funcionamento cerebral.
Estas alterações hormonais podem também provocar ou agravar estados de ansiedade. Durante a gravidez, a ansiedade e a depressão podem mostrar-se bastante prejudiciais.
Investigações provara que a depressão e a ansiedade aumentam o risco de parto prematuro.
Se não forem tratados, estes estados podem prejudicar o desenvolvimento do bebé, bem como a sua capacidade de tratar dele e de si.
Riscos que podem detonar ou agravar estados de ansiedade e depressão


História de depressão e ansiedade, pessoal ou na família: Se se depara com historial de de depressão ou ansiedade extrema, a probabilidade de depressão aumenta com a gravidez. Mesmo que nunca tenha tenha pasado por por momentos mais agudos de depressão ou ansiedade, mas se costuma afectar-se com situações de maior stress, pode ver estes sintomas ampliados com a gravidez.

Dificuldades na relação: Se está numa relação problemática e discutir as coisas enquanto casal parece não resultar, o melhor é procurar aconselhamento. Não cometa o erro de pensar que a chegada do bébé vai resolver tudo. Um recém nascido nesta situação, pode aumentar a pressão no seu relacionamento.

Outros factores de risco: Se é jovem, solteira, ou se esta é uma gravidez não planeada, o risco de depressão ou ansiedade é igualmente elevado.

terça-feira, 13 de maio de 2008

Será??

Ontem a mamã estava deitada na cama a ver televisão e a comer um choclate e senti umas onditas e uns estalidos.
Eras tu bebé?! Ainda houve mais um pouco de movimento, mas como ando com algumas cólicas não sei, se eras tu ou não.
Temos que esperar mais um tempito, para termos a confirmação de que eras tu.

segunda-feira, 12 de maio de 2008

E á porta a 18ª semana

Tamanho do bebé
A medida de seu bebé esta semana, da cabeça ao bumbum, deve variar entre 12,5 e 14cm. O peso do feto é agora de 150g aproximadamente.
A barriga da mamã ás 18 semanas
Desenvolvimento do embrião: O feto continua a crescer e desenvolver-se mas, agora o seu rápido crescimento vai diminuir um pouco de rítmo. Os seus sentidos, como tato e audição estão agora se tornando mais reais e ele pode ouvir os sons que vem de fora. E, daqui para frente, ele vai ouvir tudo o que a mamãe está falando.

Mudanças em seu corpo: O útero pode ser sentido logo abaixo do seu umbigo, uns 2cm aproximadamente. Ideal seria se você tivesse ganhado até agora por volta de 4,5 à 5,8kg mas, claro que isso depende do tipo físico de cada pessoa. Se você acha que está ganhando muito peso, converse com o seu médico e peça uma sugestão para a sua alimentação, talvez seja preciso consultar com um nutricionista.

Ganhar mais peso do que o recomendável torna o período da gravidez e pós-gravidez mais difícil para você e não beneficia o bebé. Da mesma forma, não tente fazer nenhum tipo de dieta ou regime sem consultar primeiro com um nutricionista pois você poderá estar privando-se de substâncias essenciais para o seu corpo durante a gravidez.

Espreguiçadeiras

Espreguiçadeira Relax & Play

Com a espreguiçadeira Relax&Play o conforto e a brincadeira acompanham o crescimento da criança. A especial almofada Ergòs em tecido transpirável, transforma esta espreguiçadeira num cómodo "ninho", durante os primeiros meses de vida do recém-nascido. A barra com os brinquedos dispõe de três rocas, removíveis, ideais para estimular a sensibilidade táctil e visual do bebé.


Espreguiçadeira Cocon Evolution

FASE COCON, do nascimento aos 3 meses. Instala o bebé na posição deitada para respeitar a sua ergonomia e permitir-lhe observar o mundo que o rodeia.

FASE EVOLUTION , dos 3 aos 9 meses. Regula a inclinação do encosto e proporciona ao bebé o melhor ponto de vista para que ele descubra o seu corpo e o seu mundo de forma muito confortável.
Qual acham a melhor? Estou indecisa, pois não sei qual deles é a melhor.
Ajudem-me por favor.
Beijos

Cama Play & Nap

Play & Nap é uma ” ilha” multifuncional equipada com muitos acessórios úteis para acompanhar o bebé no momento da brincadeira, da muda e naturalmente, do soninho.
Dispõe de “bassinet”, uma rede especial interna que permite elevar a base do colchão para que a mamã possa cuidar do bebé mais facilmente, nos primeiros meses de vida (até aos 8 kg).
O colchão dispõe de dois arcos cruzados com brinquedos suspensos (cinco animais removíveis) e pode também ser utilizado no chão, como ginásio.
Inclui um vestidor com bolsos de rede para guardar os produtos necessários à muda e cintos de segurança; pode ser dobrado para fora da cama.
Custo Aproximadamente €175.00

sexta-feira, 9 de maio de 2008

Mustela

Esperar uma criança é um puro momento de felicidade. A gravidez é um estado único, que a torna, futura mamã, alegre e radiosa, mas é também um estado pleno de contrastes. Durante estes 9 meses, o seu corpo vai transformar-se e o seu metabolismo fica desordenado.
Um verdadeiro « banho hormonal » desenvolve-se. Sob estas influências hormonais, a sua pele vai evoluir. Ela deverá adaptar-se à distensão dos tecidos que acontece ao longo da sua maternidade.
Por outro lado você vai achá-la diferente: ela vai ficar mais sensível, mais frágil, mais reactiva. É necessário não apenas fazer face a estas alterações físicas mas sobretudo antecipar o futuro para que a sua maternidade apenas deixe-lhe boas recordações.

O conceito Mustela 9 Meses® : um seguro de beleza

Para a acompanhar nesta bela aventura com toda a serenidade e em beleza, Mustela® a concebeu especialmente para si, graças ao seu profundo conhecimento da maternidade, a gama Mustela 9 Meses®.
Primeira e única gama completa de cuidados especificamente elaborados para acompanhar a evolução da pele durante a maternidade. A associação única de um activo específico o Elastoregulador® e de um extracto de clorofícea calmante, permite adaptar a sua pele à distensão dos tecidos, reforçando a sua elasticidade e de respeitar a sua sensibilidade acrescida.
Hipoalergénicos* e à base principalmente de activos de origem natural, estas fórmulas de elevada tolerância garantem uma perfeita segurança. De uma eficácia testada pelo corpo médico, estes cuidados são de um grande conforto de utilização.


Este é o creme que a mamã tem colocado todas as noites antes de se deitar.
E acreditam tem resultado, junto com o óleo de amêndoas.
Vocês que cresmes usam na vossa gravidez?
Esperamos por respostas vossas. Beijos

quinta-feira, 8 de maio de 2008

Carrinho


Ontem a mamã foi encomendar o teu carrinho meu amor.
A mamã escolheu pela trio da Chicco.
Espero que gostes. O que acham deste carrinho?
Deem as vossas opiniões.
Obrigado e beijos

17ª semana de gestação

O Bebé
Esse é um período de rápido crescimento, quando começa a deposição de gordura sob a pele do bebé. O feto e a placenta possuem o mesmo tamanho agora. O minúsculo coração está bombeando cerca de 21 litros de sangue por dia! Os reflexos estão funcionantes e o bebé já é capaz de sugar, deglutir e piscar; mede cerca de 17 cm de comprimento e pesa cerca de 200 gramas.


A Futura Mãe

Seu útero está cerca de 4 cm abaixo da cicatriz umbilical. O bebé começa um estirão de crescimento e ganho de peso e você também entra numa fase de maior ganho de "gordurinhas". A média de ganho de peso até agora é cerca de 2,5 a 5 quilos. Você já sentiu alguma agitação dentro do seu útero? Você já pode estar sentindo o bebé mexer, apesar de ser mais comum, sentir os movimentos lá pela 22ª semana, principalmente se você é mãe pela primeira vez.

domingo, 4 de maio de 2008

Só para desejar


A todas vós um feliz dia da mãe.
Beijos

sexta-feira, 2 de maio de 2008

Gravidez » As incómodas manchas e estrias

A gravidez é, geralmente, assinalada por um momento de felicidade na mulher. No entanto, é preferível alertar para algumas mudanças que podem ocorrer no corpo, com o intuito de evitar surpresas menos agradáveis.
Se, por um lado, o cabelo e a pele ficam mais bonitos, por influência das hormonas sexuais que estão mais elevadas nesta fase, por outro, e pela mesma influência (alteração hormonal), é comum o aparecimento de manchas e estrias.
As manchas ocorrem por uma hiperpigmentação da pele e, ao contrário das que se verificam após a exposição solar, têm origem devido à estimulação hormonal por estrogénios e progesterona, sendo também provocadas pela estimulação da hormona melanotrófica. Geralmente surgem nos mamilos, na região vulvar, em toda a região genital e, por vezes, também nas axilas e na face anterior das coxas.

O cloasma gravídico (vulgarmente conhecido por pano) é a designação para as manchas que se formam na pele do rosto, sendo estas as mais comuns, afectando mais de metade das grávidas. Mais frequentes nas mulheres morenas, aparecem, normalmente, na face, maçãs do rosto e nariz, e costumam desaparecer alguns meses após o parto.

Estas manchas são acastanhadas e podem ter diferentes dimensões, implicando, deste modo, diferentes formas de tratamento. Aconselha-se, portanto, a consulta com um especialista, que poderá indicar a utilização de produtos, como cremes despigmentantes de noite e fortes protectores solares de dia, que ajudam a diminuir a intensidade das manchas.

Pele às riscas

Para além das manchas, as estrias são outro dos problemas com que as mulheres grávidas se deparam. 60% das estrias que aparecem durante a gravidez surgem, habitualmente, nos seios e nas regiões abdominal e umbilical.

Caracterizam-se por sulcos, uma espécie de riscas que marcam o corpo nas zonas que sofreram maiores alterações de volume. As suas extensões variam de um a vários centímetros e quando se manifestam são avermelhadas ou róseas, tornando-se depois, com a evolução, esbranquiçadas. As estrias são lesões decorrentes da degeneração das fibras elásticas da pele (colagénio e elastina) que, quando sujeitas a uma pressão excessiva, rompem.
A variação de volume do corpo ou a distensão não são as únicas causas. Nesta fase, o aumento da actividade adrenocortical e o aumento da produção de hormonas pelo córtex supra-renal são também responsáveis pelo seu aparecimento.
Neste sentido, as grávidas devem manter a hidratação da pele, recomendando-se, por vezes, a aplicação de cremes e loções hidratantes.
Beber muita água, evitar engordar demais e rapidamente e praticar exercícios físicos regulares são outras indicações úteis para qualquer altura da vida.

Cuidados redobradosdurante a gravidez

A preocupação da mulher grávida não se limita aos problemas da pele. Há outros cuidados a ter e que estão mais relacionados com o seu organismo. As mudanças fisiológicas provocam alterações nutricionais que podem ter graves consequências, quer para a mãe, quer para o feto em desenvolvimento.

Não se pode esquecer que a mulher fornece do seu próprio corpo os nutrientes para o feto e, como tal, surge, por vezes, a necessidade de algum tipo de suplementação nutricional. Vitaminas e minerais, como a vitamina A, C e D, o complexo B, o ferro e o cálcio, são algumas das recomendações.

Relativamente ao ferro, por exemplo, sabe-se que a gravidez impõe solicitações acentuadas no sistema hematológico, no qual o ferro tem maior expressão. Se não existir uma adequada compensação, o risco de anemia é mais elevado, provocando, com maior frequência, partos prematuros ou o nascimento do bebé com baixo peso.Por outro lado, o cálcio também é um elemento essencial, durante a gravidez, para o desenvolvimento do esqueleto fetal. Se a ingestão de cálcio for inadequada, pode ter como consequência a desmineralização do esqueleto materno.


Fonte: Medicina e Saúde

quinta-feira, 1 de maio de 2008

Ajudar!!


Olá amigas tive conhecimento de uma associação que precisa da nossa ajuda.
Associação essa que é a Raríssimas. A Raríssimas existe para apoiar doentes, famílias, amigos de sempre e de agora que convivem de perto com as Doenças Raras.
A vida de um paciente portador de uma alteração rara está pautada por avanços e recuos. Acreditamos que as associações de apoio têm a grande responsabilidade de ajudar as famílias a lidar melhor com o problema, de descodificar as mensagens e informações, de dar a mão quando tudo parece estar confuso. Existimos porque há pessoas raras, com necessidades raras.

Objectivo:

Queremos andar de mãos dadas com os doentes e famílias.
Para isso, temos como objectivos principais a organização de congressos e seminários, a formação de voluntariado, a pesquisa de Doenças Raras, estudos epidemiológicos, apoio domiciliário ao portador e família e a realização de parcerias internacionais. Estamos divididos em núcleos locais, que correspondem a uma tipologia de doença rara ou tipologias de doenças raras que permitam o seu agrupamento.

O público em geral vai poder ter acesso aos núcleos através da Internet. Em articulação com o Secretariado Nacional para a Reabilitação e Integração da Pessoa Deficiente, tencionamos emitir pareceres com vista à criação ou alteração de legislação que vise a plena cidadania das pessoas portadoras de doenças raras e deficiência mental e suas famílias.
Vamos ajudar estas familias que tanto necessitam, de apoio moral, psicológico e financeiro.
Um pequeno donativo, já é uma enorme ajuda.

Aqui vos deixo o link do site: http://www.rarissimas.pt/home.php
Vamos ajudar, passado a palavra entre nós e conhecidos vossos.
Beijos da bebecas e bebé

O teu enxoval em actualização

A minha roupinha

 Sapatinhos de lã – alguns pares
 Luvas para proteger dos arranhões
 2 a 4 casaquinhos de malha
 8 bodies de manga comprida (temos 2)

Temos:

0 meses

3 manga comprida
1 conjunto "Azul"
1 manga comprida + 1 manga curta
2 manga comprida “Absorba”

1 mês

2 bodies
8 babygrows

O meu quartinho

 1 caminha bonita
 1 colchão
 2 conjuntos de protectores alcochoados para a caminha
 1 almofada anti-sufoco Chicco para a caminha
 Resguardos para o colchão (tenho 1 que dá para alcofa e para cama)
 No mínimo, 3 conjuntos de lençóis 100/% algodão (o lençol de baixo com elástico)
 1 muda-fraldas acolchoado
 1 candeeiro bonito para o tecto
 Cortinas para a janela
 1 tapete
 1 estante para pôr livros e bonecos
 1 chaisse-longue para as minhas mamadas
 1 móbil musical para caminha
 2 molduras para pôr fotografias minhas
 mantas (temos 2)

Vários

 Detergente delicado para lavar a minha roupinha
 Pára-sol para as janelas do carro

Saco multi-usos

Marsúpio
 1 luz de presença
1 mordedor para os dentinhos
 1 corrente para chupeta

A minha alimentação

 Esterilizador de biberons, chupetas (temos 3) e tetinas
 2 embalagens de pastilhas para esterilizador
 Escova para lavar biberons
 Escova para lavar tetinas
Leite para lactentes à base de soro (1ªetapa)

Biberons

4 biberons leite (temos 1 da avent)
2 biberons água

O meu banhinho e higiene

 3 toalhas turco com capuz (temos 1)
 Johnson leite hidratante
 Gel suave corpo e cabelo (Johnson)
 Óleo para bebé (Johnson) para massagem corporal
 1 termómetro para a água e um termómetro digital
 1 banheira
 1 tesoura para unhas
 1 frasco de álcool 70ºpara desinfectar zona do umbigo
 1 esponja natural
 toalhetes de limpeza para muda fraldas
 Colchãozinho portátil e plastificado para muda fraldas
 Halibut para prevenir assaduras
 Embalagens de fraldas
 2 escova suave para o cabelo
 2 cestinhos para guardar produtos de higiene
 Cotonetes para bebé
 Fraldas de pano para resguardar leite bolsado (temos 3)
 1 avental impermeável para dar banho ao bebé
 1 embalagem de algodão
Compressas esterilizadas